The home of Eurovision lyrics

portugal_lead

Song Information
Music: Mário Tavares
Lyrics: Gil Milheiro

Nem mesmo quando a noite fica cheia
De um amor que não é meu
Nem mesmo quando no peito arde a saudade
Do tempo que se perdeu

Nem mesmo que o dia só traga os minutos
E a noite adormeça e demore a acordar
Eu não vou fugir, não vou desistir
E sempre outro dia eu hei-de cá estar

Um terra espera na chuva que cai
P’ra regar as raízes da vida que vem
O meu corpo a destaque sempre à espera do teu
P’ra manter sempre acesa esta vida também

Como rio que corre tal barco p’ro mar
E no encontro molhado pareço dançar
Teu falso no olhar no teu corpo e o desejo
Rebenta as correntes e acorda com um beijo

Como o sol que desperta nas trevas que havia
Para aquecer a tristeza e formar a alegria
Como o corpo daquilo que fui donde estou
Percorri-te de novo e mostrar o que sou

Há no ar um aroma de uma essência qualquer
É decerto o perfume de uma flor mulher
Há na pele um tremor que eu não sei explicar
É talvez ousadia por dentro a estalar

Eu passo a olhar no teu corpo e o desejo
Rebenta as correntes e acorda com um beijo
Há no ar um poema a escrever
E há uma margarida que um poeta já colheu

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Visitors from around the world

free counters