The home of Eurovision lyrics

Song Information
Music: J.J. Galvão, Rui Filipe Reis
Lyrics: J.J. Galvão, Rui Filipe Reis

Talvez pareça que este meu fado
É uma falta de consideração
É que a tristeza eu ponho de lado
Mesmo que sinta tanta mágoa no meu coração

Talvez pareça que a minha cantiga
É uma festa de celebração
É que a tristeza já é minha amiga
Mesmo que eu sinta esta mágoa no meu coração

Eu sei que o tempo é futuro imperfeito
Que temos que sacar proveito
Mas tu és tu e eu sou eu
Eu tenho um jeito que é
É só meu

Meu amor, não digas nada
Dá-me só a tua mão
Já lá vai a madrugada
E amanhã será o que será

Uma formiga e uma cigarra
Que se encontraram quando a sorte quis
Tu dás o nó e eu solto a minha amarra
Põe um sorriso nem que seja por uma vez

Eu sei que o tempo é futuro imperfeito
Que temos que sacar proveito
Mas tu és tu e eu sou eu
Eu tenho um jeito que é
É só meu

Meu amor, não digas nada
Dá-me só a tua mão
Já lá vai a madrugada
E amanhã será o que será

Ai amor quem me dera, quem me dera não ver
Ai de mim quem pudera, pudera esquecer

Meu amor, não digas nada
Dá-me só a tua mão
Já lá vai a madrugada
E amanhã será o que será

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Visitors from around the world

free counters