The home of Eurovision lyrics

Song Information
Music: Joaquim Pinto
Lyrics: Júlio Correia

O mar não precisa de água nem o deserto de areia
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei uma ma’cheia
A noite não quis ser treva nem ao sol alumiado
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei um bom bocado

Porque me levas o oiro, ganhei-o do meu esforço
Vem ao paço um de longe convidei-o para o almoço
Porque me levas o oiro, ganhei-o c’o meu suar
Vem buscá-lo o meu ministro para o governar melhor

O mar não precisa de água nem o deserto de areia
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei uma ma’cheia
A noite não quis ser treva nem ao sol alumiado
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei um bom bocado

Porque me levas mis ouro, deixa-o, sim, com quem trabalha
Vem buscá-lo o general que prepara uma batalha
Custou-me a ganhar este oiro e pesa tanto esta enxada
O meu reino está em guerra, não te posso deixar nada

O mar não precisa de água nem o deserto de areia
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei uma ma’cheia
A noite não quis ser treva nem ao sol alumiado
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei um bom bocado

Tantas vezes levas oiro que pouco ou nada me resta
Vou casar a princesinha, amanhã dou grande festa
Não me custa dar-te o oiro, se com ele me educares
Vem ao paço a comitiva são mais quarenta jantares

O mar não precisa de água nem o deserto de areia
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei uma ma’cheia
A noite não quis ser treva nem ao sol alumiado
El-rei não precisa de oiro, já lhe dei um bom bocado

Não deixo levar mais oiro, já quase me tens mendigo
Vou mandar-te o carcereiro se falares assim comigo
Ouve, então, ó carcereiro, porque falo eu deste modo
El-rei não precisa de oiro, o povo já lho deu todo

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Visitors from around the world

free counters